Seleção feminina se encontra com o presidente e visita sede da CBB

06.11.2019   |   Seleção Feminina Adulta
Compartilhe Facebook Twitter

O dia foi de visita na Confederação Brasileira de Basketball. As meninas da seleção brasileira foram até a sede da CBB, no Riocentro, e conheceram toda a equipe que trabalha no dia a dia da entidade. Além disso, se encontraram com o presidente do Basquete Brasil, Guy Peixoto, que recepcionou o grupo e comissão técnica e conversou com as jogadoras. As atletas, inclusive, aproveitaram a visita para conhecerem o troféu do título mundial feminino em 1994, na Austrália. Campeã com aquele time e hoje gerente da seleção feminina, Adriana dos Santos matou a saudade da conquista que completa 25 anos neste ano.

Foto: Divulgação/CBB

As jogadoras da seleção conheceram as pessoas que trabalham no departamento financeiro, técnico, marketing, imprensa, administrativo, entre outros. Em sua fala, Guy Peixoto lembrou que desde o começo da sua gestão deixou bem claro que ampliaria a atenção ao basquete feminino, o que é mais do que claro principalmente com os resultados dentro de quadra, com o título dos Jogos Pan-Americanos de Lima e o bronze na AmeriCup.

- Essa foi uma das promessas da nossa gestão, de batalhar pelo histórico basquete feminino do Brasil e de dar a atenção que elas merecem. Todas as pessoas que trabalham na CBB, no dia a dia, por trás, trablaham para que vocês tenham cada vez melhores condições de nos representar dentro de quadra. Estamos muito orgulhosas de vocês e felizes com os resultados nas últimas competições. E eu tenho certeza que vocês estarão em Tóquio 2020 - disse o presidente.

Foto: Divulgação/CBB

Em nome das jogadoras, Tainá Paixão falou sobre a importância dessa aproximação da CBB com as atletas.

- Eu estou na seleção desde o sub-14, e essa é a primeira vez que venho na CBB, que conheço as pessoas, que visito a sede. E isso é muito legal. É bom conhecer as pessoas que trabalham por nós, que nos ajudam fora da quadra. Ficamos felizes com essa possibilidade e essa atenção - citou Tainá.

Técnico da seleção feminina, José Neto agradeceu a oportunidade e lembrou do trabalho de resgate do basquete feminino.

Foto: Divulgação/CBB

- Quando recebi o convite do Guy, da Adriana, do Marcelo Sousa, pensei muito, e vi que era pessoas sérias, pessoas que queriam tabalhar para que o basquete feminino voltasse a ser campeão como sempre foi. O Brasil tem peso, tem história. E vejo hoje que fiz a escolha certa. De entrar nesse mesmo time para trabalhar em prol disso - garantiu José Neto.

Secretário Geral da CBB, Carlos Fontenelle lembrou da estrutura que as meninas têm à disposição na preparação para o Pré-Olímpico das Américas, entre os dias 14 e 17 de novembro, em Bahía Blanca, na Argentina. Elas treinam na Arena Carioca 2, com tudo feito em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil.

- Conseguimos, com apoio do COB, do nosso departamento técnico, colocar à disposição das meninas a melhor estrutura para preparação. A promessa do presidente Guy Peixoto era valorizar o basquete feminino e é isso que estamos fazendo. Colocando recursos e atenção no naipe. E trabalhando para cada vez mais ampliar esse apoio - disse Fontenelle.

Foto: Divulgação/CBB

Ligas chanceladas
lnb lbf
Os Wodens!
Topo