CBB foca no planejamento para o Qualifier visando uma vaga na Copa do Mundo FIBA 3x3 Feminina

27.02.2019   |   3x3
Compartilhe Facebook Twitter

Imagem: Divulgação/FIBA

A FIBA anunciou nesta terça-feira (26) os grupos do Qualifier para a Copa do Mundo FIBA 3x3, que será disputado em San Juan, Porto Rico, nos dias 04 e 05 de maio. A Seleção Brasileira Feminina está no Grupo B ao lado de Espanha, Nova Zelândia e Mali. No Grupo A estão Estônia, Uganda, Austrália e Porto Rico.
Na primeira fase as equipes se enfrentam dentro dos respectivos grupos. Os vencedores de cada grupo vão direto para a semifinal. Os 2º e 3º colocados disputam as quartas de final. Os três primeiros colocados ao final do Qualifier garantem vaga na Copa do Mundo FIBA 3x3, que será realizada em Amsterdã de 18 a 23 de junho.

No masculino, a Seleção Brasileira já está classificada para a Copa do Mundo por figurar na 12ª posição do ranking da FIBA. O Brasil está no Grupo D ao lado de Letônia, Polônia, Japão e mais um adversário que sairá do Qualifier.

Tanto no masculino quanto no feminino, os 17 melhores países no ranking da FIBA garantiram vaga direta para a Copa do Mundo. A Seleção Feminina disputará o Qualifier por ocupar a 18ª colocação no ranking divulgado no dia 1º de novembro de 2018.

 

Preparação da Feminina

A Confederação Brasileira de Basketball (CBB) já está tomando todas as providências para iniciar a preparação da Seleção Feminina visando o Qualifier. Segundo o Gerente de Desenvolvimento de 3x3 da CBB, Francisco Oliveira, o primeiro passo é administrativo: a regularização das jogadoras junto à FIBA. Para isso, a CBB precisa enviar à FIBA os passaportes de todas as jogadoras que poderão vir a ser convocadas. As atletas que desejam estar elegíveis para uma possível convocação devem enviar uma cópia do passaporte (escaneado) à CBB (basquete3x3@basquetebrasil.org.br) até sexta-feira (01/03). As atletas precisam estar com a conta perfil ativa e confirmada na plataforma FIBA 3x3.

A comissão técnica da Seleção Brasileira Feminina de 3x3 é formada pelos treinadores Luca Carvalho e Rafaella Bauerfeldt. Para Carvalho, o grupo do Brasil é bastante forte, mas acredita que, com o planejamento que vem sendo feito, nossa seleção terá totais condições de brigar por uma vaga na Copa do Mundo FIBA 3x3.

“Temos atletas com ótimo nível técnico para se formar uma seleção forte, capaz de bater de frente com todas as seleções, não só do Qualifier como também com as que já estão classificadas para a Copa do Mundo. O nosso grupo é bem forte. A seleção do Mali é campeã da Copa da África e a Nova Zelândia é a campeã da Copa da Ásia, tendo derrotado seleções como Austrália e China. Já a Espanha vem disputando torneios fortes na Europa, uma seleção alta e que tem a Paula Palomares que é uma jogadora com grande potencial ofensivo. Apesar das dificuldades, acredito que em termos técnicos não estamos atrás de nenhuma seleção. Agora é focar no planejamento e estudar bem as adversárias para não termos nenhuma surpresa lá na frente”, avaliou Luca Carvalho.

Já Rafaella detalhou um pouco do planejamento para a competição e ressaltou a alegria de mais uma vez poder estar representando o Brasil.

“Primeiramente destacar a felicidade de mais uma vez poder estar representando o Brasil, ainda mais agora que o 3x3 é uma modalidade olímpica. Essa Copa do Mundo FIBA 3x3 é a primeira competição de grande porte organizada pela FIBA no feminino e nós vamos com tudo para esse Qualifier em busca da nossa vaga. Esse ineditismo vai trazer uma dificuldade maior para a competição, então temos que nos preparar da melhor forma possível para conseguir uma dessas três vagas”, destacou a treinadora.

“O planejamento para esse Qualifier começou no final do ano passado, com as observações que fizemos na etapa final do Circuito Nacional de Basquete 3x3. Agora a CBB pretende fazer dois camps, um nos dias 16 e 17 de março, no Rio de Janeiro, e outro no final de março em São Paulo, para avaliarmos melhor as jogadoras e a partir daí pensar na convocação de seis ou oito atletas para uma fase de treinamentos antes do embarque para San Juan”, acrescentou Rafaella.

 

FIBA
Os Wodens!
Topo