Cimed é a nova patrocinadora da Confederação Brasileira de Basketball

10.01.2019   |   Confederação Brasileira de Basketball
Compartilhe Facebook Twitter

Wander Roberto/Inovafoto

A Cimed e a Confederação Brasileira de Basketball (CBB) assinaram, na tarde desta quinta-feira (10 de janeiro), em São Paulo (SP), contrato anual de patrocínio, que vai englobar as Seleções Brasileiras Adultas Masculina e Feminina, além de alguns torneios de Basquete 3x3. Estiveram presentes: João Adibe (presidente do Grupo Cimed), Carlos Fontenelle (secretário geral da CBB, representando o presidente Guy Peixoto Jr) e a ex-jogadora Hortência Marcari (campeã mundial e medalhista olímpica).

“A Cimed acredita no esporte como sua principal ferramenta de marketing há mais de 15 anos, atuando nos esportes que se traduzem em paixão para o brasileiro. Por isso, é com grande orgulho que agora também faremos parte da Seleção Brasileira de Basquete nesta parceria com a CBB. Nossa empresa se identifica com os valores do esporte, como o espírito de equipe e a busca constante pela vitória, e o apoio ao basquete nacional fortalece ainda mais esta atuação e estratégia de negócio”, diz João Adibe, presidente do Grupo Cimed, citando o patrocínio da empresa a modalidades olímpicas como futebol e vôlei, além do automobilismo.

“É uma enorme satisfação para a Confederação Brasileira contar com o apoio de uma empresa da magnitude da Cimed, que é uma referência em sua área de atuação. Esse patrocínio vai agregar muitos aspectos positivos ao trabalho que estamos desenvolvendo com a Seleção Brasileira Adulta Masculina e também com o Basquete 3x3. Todas as modalidades esportivas apoiadas pela Cimed se tornaram campeãs, por isso, acredito que esta nova parceria vai fazer com que o nosso basquete volte a ter grande prestígio internacional”, acrescentou Guy Peixoto Jr.

“A chegada da Cimed, que tem uma vasta tradição esportiva, trará mais credibilidade ao atual momento do basquete brasileiro, visto que a atual gestão, comandada pelo ex-jogador Guy Peixoto Jr, vem trabalhando arduamente para recolocar a modalidade em seu lugar de direito”, complementou a ‘Rainha’ Hortência.

A logomarca da Cimed já estará estampada na camisa do selecionado nacional masculino nos dois jogos finais das Eliminatórias das Américas para a Copa do Mundo da China. Na última rodada, o Brasil enfrenta Ilhas Virgens, no dia 21 de fevereiro (quinta-feira), no UVI Sports and Fitness Center, em Saint Thomas (Ilhas Virgens); e a República Dominicana, no dia 25 de fevereiro (segunda-feira), no Palacio de los Deportes, em Santo Domingo (República Dominicana).

 

Sobre o Grupo Cimed

De origem mineira, o Grupo Cimed é composto por nove empresas, é 100% nacional e está presente no Brasil há mais de 40 anos. Para atender toda a população brasileira com qualidade e acessibilidade, possui uma linha completa de medicamentos, cosméticos e suplementos, com mais de 600 produtos no portfólio, divididos em seis categorias: genéricos, equivalentes, OTC (sigla em inglês para Medicamentos Isentos de Prescrição), vitaminas, higiene e beleza e saúde e nutrição. Uma das quatro maiores indústrias farmacêuticas do país, possui 25 centros de distribuição, atende mais de 50 mil farmácias brasileiras, conta com mais de 3.700 colaboradores e mantém suas raízes em Minas Gerais, com um complexo fabril em Pouso Alegre e um centro de distribuição central e gráfica em São Sebastião da Bela Vista. Como todo brasileiro, o Grupo Cimed é apaixonado por esportes e investe fortemente na área: no futebol, como patrocinador oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da Seleção Brasileira; no vôlei, como parceiro oficial da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e das seleções de quadra e areia; e, no automobilismo, como proprietário da Cimed Racing, bicampeã da Stock Car.

 

Sobre a Confederação Brasileira de Basketball (CBB)

A Confederação Brasileira de Basketball (CBB), fundada em 25 de dezembro de 1933, no Rio de Janeiro (RJ), é o órgão máximo do basquete nacional, responsável pela organização de campeonatos nos naipes masculinos e feminino (adulto e base) e eventos, além de administrar as seleções brasileiras em todas as categorias (masculinas e femininas). A CBB é filiada ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e à Federação Internacional de Basketball (FIBA).

Em sua rica história, a Confederação Brasileira detém conquistas importantes e inesquecíveis, como o bicampeonato Mundial Adulto Masculino (1959 e 1963) e o Mundial Adulto Feminino (1994), além de medalhas olímpicas: três bronzes com o naipe masculino (1948, 1960 e 1964); uma prata (1996) e um bronze (2000) com o feminino.

O selecionado nacional masculino viveu outros momentos mágicos, como nas Filipinas, em 1978, com a conquista da medalha de bronze, graças a uma cesta milagrosa do lateral Marcel de Souza, de muito longe. E quem não se recorda da medalha de ouro conquistada no Pan-Americano de Indianápolis (EUA), quando o esquadrão capitaneado pelo cestinha Oscar Schmidt bateu os Estados Unidos, em pleno Market Square Arena, de forma emocionante.

A Seleção Brasileira Adulta Masculina tem em seu currículo também dois vice-campeonatos Mundiais (1954 e 1971), enquanto o selecionado feminino foi terceiro colocado no Mundial de 1971. Ainda sobre as mulheres, é difícil esquecer a conquista da medalha de ouro no Pan-Americano de Havana, quando Paula e Hortência jogaram demais e chamaram a atenção do então presidente cubano, Fidel Castro.

O atual presidente da CBB é o ex-jogador paraense Guy Peixoto Jr que, juntamente com sua equipe, vem trabalhando arduamente para recolocar o basquete nacional em seu lugar de direito.
 

Wander Roberto/Inovafoto

 

FIBA
Os Wodens!
Topo