Bom nível técnico e equilíbrio marcam a Copa Brasil de Clubes Sub-13 Masculina

09.07.2018   |   Copa Brasil de Clubes
Compartilhe Facebook Twitter

A Copa Brasil de Clubes Sub-13 Masculina agitou o ginásio do Botafogo, no Rio de Janeiro, entre os dias 02 e 07 de julho. Os donos da casa ficaram com o título após vencerem na final a garotada do Olympico (MG) por 73 x 65. Na disputa do terceiro lugar, o Sport (PE) bateu o Tijuca (RJ) por 55 x 40. A competição contou com oito equipes de quatro estados.

O técnico da equipe campeã, Dudu Monteiro, além de exaltar seus garotos, fez questão de ressaltar o bom nível técnico da competição, assim como a organização.

“A competição foi excelente, com um nível técnico altíssimo, assim como a organização, feita com maestria pelo Alex Oliveira (Coordenador-Técnico da CBB) já há muito tempo. Oito equipes muito boas e um campeonato bastante forte para essa idade de 13 anos. Tivemos grandes jogos nas semifinais e finais. A final, então, foi um jogaço. O time do Olympico chegou a abrir 19 pontos, mas fomos conseguindo tirar essa vantagem, no último quarto ficou bem parelho, mas no final conseguimos abrir uma diferença legal e segurar o jogo. Nosso time se superou nessa final. Os garotos mostraram que, apesar da pouca idade, têm muita consciência, muita técnica, muita vontade. O último título de base do Botafogo tinha sido em 2010, um estadual sub-17, e esse título veio coroar um trabalho que vem sendo bem feito por essa Diretoria desde 2015, que começou com o professor Aloysio Araújo, que veio a falecer no ano passado, e esse ano eles me chamaram para dar continuidade e, com mais alguns garotos, a gente conseguiu montar um excelente time para brigar por todos os títulos. É um geração que já é vitoriosa no clube e que com certeza ainda vai dar muitas alegrias ao torcedor botafoguense”, avaliou Dudu.

Já o técnico do Olympico Club (MG), Zânio Gontijo, elogiou sua equipe e parabenizou o Botafogo. “Esse ano, em função dos cortes do Governo nos repasses de verbas para o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), a Copa Brasil Sub-13 ficou um pouco esvaziada, o que não tira o mérito das equipes participantes, que se esforçaram para estarem presentes nessa competição tão importante e fizeram um campeonato digno. Todos estão de parabéns. Gostaria de parabenizar a equipe do Botafogo, uma equipe forte, bem consolidada, muito bem treinada e que se sagrou campeã na final contra o nosso clube. Nós também, durante todo o campeonato, tivemos um rendimento muito bom, acima do que a gente havia previsto, então foi um momento único para o Olympico Club, com nossos atletas demonstrando muita disposição e ímpeto durante toda a competição. O nível técnico do campeonato foi de razoável para bom, em função desse esvaziamento, mas foi uma semana muito gratificante para todos nós que participamos. Agradecer também ao Alex Oliveira, que nos apoiou em tudo, e ao Botafogo.

Zânio aproveitou para fazer algumas sugestões para as próximas edições. “Como pontos de melhoria, considero que as premiações poderiam ser mais atrativas e a segurança também merece uma atenção especial. Na final, a torcida do Botafogo foi muito hostil e atrapalhou muito o trabalho de todos nós que estávamos ali presentes. Não desmerecendo o trabalho da equipe do Botafogo, mas faltou um pouco de segurança em volta da quadra para evitar o assédio dos torcedores aos atletas, arbitragem, comissão técnica e aos próprios pais. Esse tipo de comportamento a gente precisa extinguir do esporte. Os pais, amigos e torcedores precisam entender que o esporte é um fator de integração, de união, não podemos deixar o emocional extrapolar. Esse é um ponto a ser aprimorado”, destacou o treinador do Olympico.

O Coordenador-Técnico da CBB, Alex Oliveira, explicou que essa competição foi a primeira que não teve o subsídio do Governo em função da MP 841, o que realmente esvaziou um pouco o campeonato, mas fez questão de agradecer às equipes participantes.

“Gostaria de agradecer às oito equipes que participaram, principalmente as equipes que vieram de outros estados, e até mesmo do interior, como foi o caso do Volta Redonda, pelas dificuldades que tiveram para estarem presentes. Foi uma semana complicada também em função de jogos do Brasil na Copa, o que gerou algumas mudanças nos horários das partidas. Apesar de tudo isso conseguimos realizar os 24 jogos. A final reuniu as duas melhores equipes, mas o Sport também poderia ter chegado. As três equipes apresentaram um basquete de ótimo nível. O equilíbrio marcou a competição e quem ganhou com isso foi a torcida que compareceu aos jogos”, finalizou o Coordenador-Técnico da CBB.

A próxima parada da Copa Brasil de Clubes é Belo Horizonte (MG), onde o Olympico Club receberá as 14 equipes do Sub-14 Masculino entre os dias 16 e 23 de julho.

Para conferir o Boletim Final com todos os resultados e a classificação final da Copa Brasil de Clubes Sub-13 Masculina, clique aqui.


 

 

FIBA Conheça também:
Os Wodens!
Topo