Notícias

15/10/2009
BASQUETE DE LUTO: MORREU EMIL RACHED

Foto: Alexandre Vidal
img
Campinas / SP – O ex-jogador da seleção brasileira Emil Rached faleceu na manhã de quinta-feira, aos 66 anos, em Campinas (SP), após sofrer quatro paradas cardíacas. O sepultamento será na sexta-feira (12h de Brasília) no cemitério Parque das Aléias, também em Campinas. Natural de Vera Cruz, no interior de São Paulo, Emil estava internado no Centro Médico de Campinas há dez dias, depois de sofrer uma embolia pulmonar. Nos cinco anos que jogou pelo Brasil, o pivô de 2,20m foi medalha de bronze no Campeonato Mundial do Uruguai (1967), medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Cáli (1971) e vice-campeão sul-americano da Argentina (1966). Emil marcou 114 pontos em 18 jogos oficiais pela seleção brasileira.

Emil Rached começou carreira no Palmeiras e jogou profissionalmente de 1964 a 1980. O jogador ainda defendeu mais cinco clubes nos 16 anos dedicados ao basquete: XV de Piracicaba (SP), Corinthians (SP), Botafogo (RJ), Tênis Cube de Campinas (SP) e Rio Claro (SP). Um momento inesquecível em sua vida foi quando subiu ao pódio para receber a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 1971, na Colômbia. Fora das quadras ficou conhecido por sua participação em filmes e programas humorísticos.

— É uma perda para o basquete brasileiro. Emil Rached foi um atleta que sempre honrou e defendeu as cores do Brasil com muito orgulho e dedicação. A conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Cali foi um dos marcos na história do basquete brasileiro. Com seus 2,20m de altura, Emil deixou sua marca e sua contribuição ao esporte, ajudando a manter a seleção brasileira no lugar mais alto do pódio — disse o presidente da CBB, Carlos Nunes.

MENSAGEM DE EMIL RACHED

— Nunca desistam do basquete. Insistam sempre porque as maiores alegrias da minha vida foi o basquete que me proporcionou.

ELETROBRÁS, PATROCINADORA OFICIAL DO BASQUETE BRASILEIRO