Notícias

26/07/2017
INCANSÁVEIS FISIOTERAPEUTAS DÃO SUPORTE AO SELECIONADO FEMININO

Foto: Kiko Ross/CBB
img
As fisioterapeutas Isabel Cristina Castro Rosa, Thaís Reis de Souza e Jordana Reis estão sempre prontas para ajudar as atletas
As incansáveis Isabel Cristina Castro Rosa, Jordana Reis e Thaís Reis de Souza, que formam a equipe de fisioterapia da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), estão cuidando muito bem das atletas da Seleção Brasileira Adulta Feminina, em Pindamonhangaba (SP). O selecionado nacional está na reta final de preparação para a disputa da ‘Copa América – 2017 (FIBA Women’s AmeriCup – 2017)’, que ocorre de 06 a 13 de agosto, em Buenos Aires, na Argentina.

E, como todo trabalho de preparação, existe o desgaste natural de uma série de treinos físicos e técnico-táticos contínuos, mas as ‘três mosqueteiras’ estão sempre alerta e por perto, prontas para agir, quando existe a necessidade. “Quando pensamos em esporte de alto rendimento, o que vem a mente é superação de limites – físico e mental. Mas, para superar limites sem lesões é importante que o trabalho seja feito de maneira progressiva para que o sistema musculoesquelético não venha a falhar”, explicou Isabel.

“A fisioterapia esportiva desempenha um papel importantíssimo nesse processo, identificando fatores de risco para que o trabalho de prevenção seja efetivo. Quando as lesões aparecerem é necessário que a reabilitação seja eficaz e eficiente, minimizando o tempo da atleta fora da quadra”, acrescentou Jordana.

“Muitas dores apresentam, como origem primária, tensões miofasciais, que promovem restrição tecidual e, consequente, diminuição da amplitude de movimento articular, contribuindo muito para o desequilíbrio postural. As técnicas de liberação miofascial, tendo como principal indicação a manutenção dessas tensões, possibilita relaxamento muscular, melhora da circulação e regeneração. São utilizadas isoladamente ou associadas a técnicas como as de osteopatia”, completou Thais.

Para a comissão técnica e atletas, ter uma equipe fisioterápica tão eficiente traz segurança. “O trabalho interdisciplinar entre áreas de conhecimento que atuam junto a Seleção Brasileira é de fundamental importância para o bom andamento de todas as atividades. Dessa forma, a preparação física, a fisioterapia, o departamento médico e a nutrição estão trabalhando de forma muita integrada, olhando para o atleta de uma forma global, não apenas divididos em áreas. E, o trabalho de cada um destas áreas técnicas se interliga, levando a atleta a um melhor rendimento”, comentou o preparador físico, Clóvis “Vita” Haddad.

“E, não poderia ser diferente com a fisioterapia, assim como é com a nutrição ou com o departamento médico e a fisiologia; isso é muito aproveitado pela comissão técnica, pois tudo é entrelaçado para se buscar o melhor desempenho de cada uma das atletas. A equipe de fisioterapia da CBB tem atuado de forma incansável na prevenção de lesões e reabilitação das atletas que sofrem alguma fadiga ou algum problema e esse trabalho conjunto tem rendido ótimos frutos, já que não ocorreram problemas graves de contusão e sobrecarga. Isso nos tem possibilitado fazer um investimento de tempo importante, uma vez que as jogadoras ficam menos afastadas dos treinamentos e alcançam uma performance melhor nas competições”, acrescentou Haddad.

Para a médica Lenita Glass, a atuação das fisioterapeutas é extremamente importante para o crescimento físico e técnico das jogadoras. “A equipe de fisioterapia exerce papel primordial no desempenho esportivo. Seu objetivo principal é a prevenção de lesões, mas, como sabemos, atletas de alto rendimento eventualmente se lesionam. A presença de uma equipe multidisciplinar integrada é essencial para uma recuperação eficaz e a fisioterapia esportiva exerce papel determinante”, relatou.

“O trabalho das nossas três fisioterapeutas tem sido fundamental nesta preparação, uma vez que é tão importante quanto qualquer outro setor da comissão técnica. O trabalho de prevenção de lesões que elas nos passam é muito bom, pois os exercícios ensinados ficam para sempre, já que levamos conosco para os clubes”, complementou a jogadora Gilmara Justino.

Os treinamentos da Seleção Brasileira Adulta Feminina estão sendo realizados em Pindamonhangaba (SP) até 03 de agosto. Já ‘Copa América – 2017 (FIBA Women’s AmeriCup – 2017)’ será jogada de 06 a 13 de agosto, em Buenos Aires, na Argentina, classificando os três primeiros colocados ao Campeonato Mundial Adulto Feminino de 2018.

Compondo o Grupo A, a equipe brasileira, comandada pelo técnico Carlos Lima, estreia contra a Venezuela, no dia 06 de agosto (domingo). No dia 07, o adversário será a Colômbia, enquanto que no dia 08 o Brasil folgará. O retorno acontece em 09 de agosto, duelando com Ilhas Virgens. O selecionado nacional conclui a sua participação na primeira fase encarando a anfitriã Argentina, no dia 10.