Notícias

18/07/2017
KELLY SANTOS COMPLETA 20 ANOS VESTINDO A CAMISA DA SELEÇÃO BRASILEIRA

Foto: Luis Claudio Antunes/Portal R3
img
Kelly Santos comemora 20 anos da primeira convocação ao selecionado nacional
A pivô Kelly Santos, que defendeu o Uninassau Basquete (PE) na última temporada, está completando 20 anos vestindo a camisa da Seleção Brasileira Adulta Feminina. A primeira convocação da experiente jogadora foi na Copa América de 1997, disputada de 05 a 10 de agosto, no ginásio Estadual Geraldo José de Almeida (Ibirapuera), em São Paulo (SP), com o Brasil sagrando-se o campeão invicto ao suplantar os Estados Unidos, na grande final, por 101 a 95.

“Foi uma coisa surpreendente e que alavancou a minha carreira, pois vinha da disputa de uma Copa América Sub-19, em São Luís (MA), e o técnico Antonio Carlos Barbosa foi conferir de perto a competição, gostando da minha produção. Logo em seguida, fui chamada para o selecionado principal e foi uma grande emoção jogar ao lado de jogadoras como a Paula”, relembrou Kelly, de 1m92.

“Desde então, foram diversas convocações, em que a medalha olímpica em Sidney pode ser considerada o ponto alto, mas todas as vezes que vesti a camisa da Seleção Brasileira foi um motivo de orgulho e satisfação, em que procurei dar o meu máximo e ajudar sempre da melhor maneira possível. E, desta vez não é diferente, o meu pensamento é ajudar o grupo de todas as formas”, acrescentou a pivô.

“Mas, por muitas vezes eu pensei em desistir, entretanto, sempre busquei força para prosseguir e vencer os obstáculos. Joguei em diversos países, conquistei diversos títulos e tenho vivido muitas alegrias ao longo da minha carreira”, complementa a pivô.

Antes de suplantar a equipe norte-americana na citada decisão, o Brasil concluiu a primeira fase com três vitórias e a primeira colocação do Grupo A – Colômbia (114 a 55), Porto Rico (136 a 72) e Cuba (115 a 106). Na segunda fase, mais três resultados positivos – Estados Unidos (87 a 83) e Argentina (109 a 61).

E, o técnico a dar a primeira oportunidade a Kelly foi Antonio Carlos Barbosa, que atualmente é o gerente esportivo da Seleção Brasileira e está acompanhando de perto os treinamentos em Pindamonhangaba (SP). “A Kelly estava com apenas 17 anos e foi convocada para disputar aquela Copa América por ter aparecido bem na base. Vivíamos um momento parecido como esse, ou seja, iniciando uma renovação e conseguimos o até então inédito título da Copa América, derrotando o forte selecionado norte-americano na decisão, depois de dois vices na primeira e segunda edições”, relembrou o treinador.

Aos 37 anos (10 de novembro de 1979), Kelly foi uma das atletas convocadas pelo técnico Carlos Lima para integrar o selecionado brasileiro feminino, que está se preparando para disputar a ‘Copa América – 2017 (FIBA Women’s AmeriCup – 2017)’, que será jogada em Buenos Aires, capital da Argentina, de 06 a 13 de agosto. “Trata-se de uma jogadora que sempre esteve à disposição para servir a Seleção Brasileira e isso precisa ser exaltado, pois mesmo sendo chamada há 20 anos, mantém o ímpeto e a felicidade de estar representando o País em competições internacionais”, explicou Lima.

Ao longo de sua carreira, Kelly Santos atuou pelo Leite Moça/Sorocaba (SP), AA Ponte Preta (SP), Dpaschoal (SP), Microcamp/Campinas (SP), BCN/Osasco (SP), Vasco da Gama (RJ), Detroit Schock (WNBA), Bourges Basket (França), Chieti (Itália), Santo André (SP), Nercaleon (Espanha), AIX Provence (França), Extremadura Dato (Espanha), Seattle Storm (WNBA), Cadi La Seu D´Urgell (Espanha), UTE (Equador), Besiktas (Turquia), Ourinhos Basquete (SP), Maranhão Basquete (MA), Club La Estancia (Colômbia), ADCF Unimed/Americana (SP), Osmaniye Gençlik Spor (Turquia), Sport Recife (PE).

Na Seleção Brasileira, a experiente pivô participou de conquistas importantes: medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sidney (2000), três vezes campeã da Copa América (1997, 2001 e 2009) e três vezes campeã sul-americana (1999, 2001 e 2003), entre outras. Nos clubes, a pivô foi campeã Mundial atuando pelo BCN/Osasco (1998), campeã Nacional pelo CR Vasco da Gama (2001) e duas vezes campeã Paulista: em 1996 pela Microcamp/Campinas e em 1998 pelo BCN/Osasco; além disso, foi uma vez campeã Carioca (2001), jogando pelo CR Vasco da Gama.

Os treinamentos da Seleção Brasileira Adulta Feminina, em Pindamonhangaba (SP), acontecem até 03 de agosto.

IMPRENSA
Nesta quarta-feira (dia 19) não haverá a janela de imprensa após o treinamento da tarde/noite. Informações complementares: (11) 99724-8116 ou frederico.batalha@cbb.com.br, com o assessor de imprensa, Frederico Batalha.