Notícias

27/07/2014
COM MUITA EXPERIÊNCIA E APRENDIZADO CHEGA AO FIM O CURSO NÍVEL 3 DA ENTB EM SP

Foto: Divulgação/CBB
img
São Paulo, SP – Durante quatro dias 90 treinadores, entre brasileiros e estrangeiros atuantes no Brasil, tiveram a oportunidade de aprimorar e compartilhar seus conhecimentos no primeiro Curso Nível 3 de 2014 da Escola Nacional de Treinadores de Basketball (ENTB), criada e desenvolvida pela Confederação Brasileira de Basketball (CBB). Experiência e aprendizado vindos de todos os lados, palestrantes e público, que transformaram o curso realizado no ginásio do Clube Hebraica em um grande encontro do basquete brasileiro.

Um dos técnicos mais vitoriosos do basquete feminino no Brasil, Antônio Carlos Vendramini, do Unimed Americana (SP) e que conquistou o título da Liga de Basquete Feminino 2013/14, falou sobre a importância da realização dos Cursos da ENTB.

"Sou doente por basquete, então estou maravilhado. Fico feliz de ver muitos profissionais aqui que estão começando o trabalho com equipes adultas, mas que tem ainda pouca oportunidade de convívio com os mais experientes. E vejo que está sendo passado para eles situações que vão levar para o resto da vida. Já para nós atuantes há mais tempo é extremamente satisfatório pelo encontro com os amigos, que no dia a dia não temos oportunidade de discutirmos basquete. É interessante passar isso para os menos experientes, pois para chegar onde estamos foi um caminho árduo, mas totalmente intransponível.", explicou o treinador.

Vendramini que participa pela primeira vez da Escola de Treinadores, afirmou que pretende participar dos próximos cursos.

"É a primeira vez que participo de um curso da ENTB, mas já estou pensando nos próximos. Quero estar em mais cursos do Nível 3, mas também estou pensando nos do Nível 2. Sempre dá para aprender alguma coisa diferente, ainda mais nós que trabalhamos em Americana (SP), com uma escolinha que conta com mais de 1.200 crianças. Foram quatro dias muito felizes e ainda de aprendizado de situações novas", finalizou o treinador bicampeão do Mundial de Clubes, tetracampeão do Sul-Americano, campeão do Pan-Americano, 11 vezes campeão brasileiro e 12 vezes campeão estadual. Além da medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano com a Seleção Brasileira Adulta Feminina (Chile/1989).

Já o treinador Lula Ferreira, do Franca Basquete (SP), que possui um vasto currículo de títulos pelos clubes e Seleção Brasileira Masculina, destacou o trabalho da ENTB.

"O trabalho da Escola é fundamental para fortalecer o conhecimento técnico de toda classe de treinadores do Brasil. Esses encontros são muito importantes por agregar valores ao conhecimento técnico pela qualidade das palestras, mas também pela oportunidade de convivência com os técnicos que vem para participar das aulas. Quanto maior o índice de conhecimento técnico, mais teremos condições de formar bons jogadores e abastecer os clubes brasileiros que hoje atuam em Ligas como NBB, Liga Ouro, Copa Brasil, LDB e no Feminino na LBF, sem falar nas categorias de base. Precisamos de muitos técnicos bem orientados e gabaritados", analisou Lula. "Além disso, é com muita satisfação que podemos ver a presença de alguns técnicos mais experientes nos cursos, mas também de muitos jovens. São profissionais que vão começar a sua carreira já com uma boa formação. E os cursos da ENTB são necessários na complementação desse conhecimento e assim despertar o instinto do estudo nesses profissionais", completou.

Lula falou ainda sobre a discussão do Fórum que abordou como assunto principal a atuação da Associação de Treinadores.

"Foi uma ótima oportunidade de discutir sobre a Associação de Treinadores que existe, mas que não atua. E essa atuação precisa acontecer para que tenhamos uma classe com representatividade. A nossa classe é numerosa e hoje conta com muitos jovens que vão trabalhar com a formação dos atletas. Essa classe precisa estar unida e bem representada", apontou Lula, que entre seus principais títulos estão a conquista do ouro na Copa América / Pré-Mundial (República Dominicana/2005) e dos Jogos Pan-Americanos (República Dominicana/2003 e Brasil/2007), além do bicampeonato Sul-Americano (Uruguai/2003 e Venezuela/2006).

O treinador Roberto Dornellas, que no comando da equipe feminina do Sport Recife (PE) conquistou o título da temporada 2012/13 e um vice-campeonato em 2013/14 pela Liga de Basquete Feminino (LBF), destacou o intercâmbio dos cursos da ENTB.

"O Curso é muito mais um intercâmbio do Nível 3. É muito bom estar vendo técnicos de várias equipes presentes. Levamos com a gente opiniões e situações novas, além de trocarmos ideias sobre a nossa modalidade, pois cada técnico tem sua cabeça. Procuramos sempre levar essas experiências para o estado do Pernambuco. Já estou nessa modalidade há muito tempo e sempre que tenho a oportunidade vamos buscar ideias novas, inclusive em estágios fora do Brasil. A Escola precisa do nosso incentivo e cada vez temos que participar mais. A ENTB vai fazer com que a gente possa facilitar o aprendizado, no nosso caso do pessoal do Nordeste, pois tudo que aprendemos aqui procuramos levar para os treinadores que atuam lá", disse Dornellas, que comandará a equipe feminina do América Basquete (PE) na temporada 2014/15 na LBF.

Neste domingo (dia 27), o treinador espanhol Paco García, que comanda a equipe de Mogi das Cruzes (SP), ministrou nas aulas práticas "Exercícios para Treinar Correndo" e "Exercícios para Treinar Defesa".

"Mostrei aqui exercícios práticos de como trabalhar com os jogadores na máxima velocidade física e mental. Acredito que o atleta que consegue jogar assim vence o jogo. Isso individualmente, imagine um grupo inteiro trabalhando desta forma. O resultado será incrível, pois conseguirá trabalhar na defesa e ataque com muita qualidade. Trabalhei em diferentes países, além da Espanha, passei pela China e Europa e todos trabalham na mesma forma o basquete", contou o treinador durante a introdução dos exercícios práticos.

Paco agradeceu a oportunidade de colaborar com a ENTB, além de destacar que a Escola está no caminho correto.

"Estou muito orgulhoso de ter tido a oportunidade de ajudar passando um pouco das minhas ideias para tantos técnicos aqui presentes. Fico muito lisonjeado e agradeço a Confederação de Basketball pelo convite. A Escola de Treinadores na Espanha já existe há muitos anos e estou muito feliz de poder ajudar para o crescimento da brasileira. É muito importante para o crescimento do basquete essa oportunidade de discutir sobre a modalidade porque fará com que ele cresça", finalizou Paco.

Programação

- Quinta-feira (dia 24 de julho)
– O Segundo Fôlego (Hélio Rubens)
– Análises de Equipe (Flávio Davis)

- Sexta-feira (dia 25 de julho)
– Programa de Voluntários Rio 2016 (Paulinho Villas Bôas)
– Fórum / Associação de Treinadores (Todos)
– Interdisciplinaridade e Controle e Monitoramento de Atletas (Diego Jeleilate)
– Conceitos Defensivos e Ofensivos (Marcel de Souza)
– Diferenças entre Contra-ataque e Transição (Marcel de Souza)

- Sábado (dia 26 de julho)
– Ataque contra individual (Régis Marrelli)
– Sistemas defensivos de uma equipe de alto rendimento (Flávio Davis)
– Ataque contra Zonas e Defesas Mistas (Régis Marrelli)
– Treino da Seleção Brasileira (*local: E.C. Sírio)

- Domingo (dia 27 de julho)
– Exercícios para Treinar Correndo (Paco García)
– Exercícios para Treinar Defesa (Paco García)

Cadastro Nacional

O Cadastro Nacional é uma importante ferramenta de informação e comunicação entre os profissionais da modalidade. Para se cadastrar Clique aqui.

Sobre a ENTB

A Escola Nacional de Treinadores de Basquetebol (ENTB) foi criada em dezembro de 2009 pela CBB, com o apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Os cursos são divididos em três níveis. O primeiro é para os profissionais que trabalham com jovens de 10 a 14 anos, que recebeu a denominação de iniciação ao basquete. O nível dois é para quem lida com jogadores de 15 a 19 anos. Já o três é destinado para os técnicos que dirigem equipes de alto rendimento ou alto nível.