Notícias

25/07/2014
DIEGO JELEILATE É DESTAQUE DO 2º DIA DA ENTB EM SÃO PAULO

img
São Paulo, SP - O segundo dia do Curso Nível 3 da Escola de Treinadores (ENTB), nesta sexta-feira (dia 25), teve seu ponto alto na palestra do preparador físico da Seleção Brasileira Adulta Masculina, Diego Jeleilate, com a palestra "Interdisciplinaridade e Controle e Monitoramento de Atletas". As aulas teóricas e práticas estão sendo realizadas no ginásio do Clube Hebraica (Rua Hungria, 1000 – Bairro Pinheiros), zona oeste de São Paulo.

Diego mostrou o trabalho que está sendo realizado com a Seleção Brasileira, que está se preparando para a Copa do Mundo da Espanha, e como é realizado o trabalho de interdisciplinaridade entre os diversos profissionais da comissão técnica nacional.

"Temos um projeto e um planejamento de dois ciclos olímpicos, que começou em 2009, mas que tem um objetivo audacioso que é ser campeão nas Olimpíadas Rio 2016, no Brasil. Eu aprendi que temos que ser campeões, se dermos uma escorregada seremos terceiro, mas se chegarmos já objetivando o terceiro lugar poderemos ser quinto. Sabemos que o planejamento é composto de diversas fases, ciclos e caminhos. Para alcançarmos o objetivo precisamos de uma equipe competitiva e uma comissão com o trabalho de um complementando o do outro. Isso é interdisciplinaridade", disse Diego.

Na sequência, o preparador físico apresentou e mostrou na prática como é realizado o trabalho do software desenvolvido pelo Departamento de Ciência e Performance da CBB e chamado de 'Sistema de Controle de Carga de Treinamento de Atletas (SIDCP).

"Com esse banco de dados vamos monitorar as condições físico-clínicas dos atletas. Esta iniciativa permite à CBB tirar informações estratégicas, tais como estatura, faixa etária, índice de eficiência, entre outros dados, que se enquadram prontamente nas ações da instituição voltadas ao processo de evolução de novos talentos”, concluiu Diego.

Na abertura do segundo dia, o ex-jogador da Seleção Brasileira e líder de competição de basquetebol da Rio 2016, Paulinho Villas Bôas, falou sobre o "Programa de Voluntários da Rio 2016".

"Em agosto vamos intensificar as ações de divulgação do Programa de Voluntários da Rio 2016. Eu focando bastante no olímpico e o Rui Marques, gerente de competições do paraolímpico, no basquete de cadeira de rodas. Estamos trabalhando juntos para chamar a comunidade do basquete para as vagas de voluntários específicas, que são técnicos, jogadores, atletas, ex-atletas, árbitros que queiram ser voluntários, mas que podem ter oportunidade de trabalhar na modalidade que eles atuam. Vão trabalhar perto do atleta, do técnico, da Federação Internacional, dos mesários e dos árbitros da área de esportes da Rio 2016", explicou Paulinho.

Villas Bôas destacou ainda o por que dos voluntários específicos do basquete. "O intuito de termos os voluntários específicos são dois. O primeiro é termos menos trabalho para capacitar as pessoas, pois já seriam da comunidade de basquete, já entende do esporte, das regras e as características. Então só temos que mostrar um novo procedimento, que é o padrão dos Jogos Olímpicos. Mas também queremos que o pessoal do basquete esteja com a gente pelo legado do que vão aprender durante os Jogos Olímpicos. Vão ganhar curso online, treinamento, ver coisas novas da modalidade e isso vão poder trazer para o basquete nacional. Além disso, esse voluntário terá curso online das línguas inglês, francês e espanhol", concluiu o dirigente.

O dia finalizou com a palestra do treinador do Pinheiros (SP), Marcel de Souza que abordou os temas "Conceitos Defensivos e Ofensivos" e "Diferenças entre Contra-ataque e Transição".

"Estou aqui para passar um pouco dos conhecimentos adquiridos dentro de quadra como jogador e treinador, que eu acredito ser o melhor para se aplicar. Além de mostrar através de vídeos o posicionamento que os jogadores devem ter em quadra, movimentação ofensiva e técnicas empregadas. Estudei muito e acredito muito na minha maneira de enxergar as partidas. Quero passar toda experiência e espero todos facão bom proveito”, disse Marcel.

Neste sábado (26), as aulas iniciam, às 9h de Brasilia, com aulas práticas do treinador Régis Marrelli sobre o tema "Ataque contra individual". Na sequência, Flávio Davis aplicará na prática "Sistemas defensivos de uma equipe de alto rendimento", depois é a vez de Régis voltar à quadra mostrar "Ataque contra Zonas e Defesas Mistas". A partir das 17h, os técnico irão acompanhar o treino da Seleção Brasileira Adulta Masculina que está se preparando para a Copa do Mundo, no ginásio do Clube Sírio.

O curso de capacitação Nível 3 é composto por módulo presencial, com carga horária total de 30 horas. No final do curso os treinadores serão submetidos à avaliação escrita sobre os temas discutidos. Para receber a Carteira Nível 3 o treinador deverá estar regularizado junto ao CONFEF/CREF, possuir Carteira Nível 2, por no mínimo dois anos (24 meses), ou comprovar experiência de ter atuado por três temporadas, consecutivas ou não, como treinador da faixa etária de 20 anos ou mais, e/ou como treinador ou auxiliar técnico de categoria adulta. A comprovação deverá ser feita através da Federação. O participante deverá participar e ser aprovado no Curso atingindo 70% de acerto na prova. Os alunos não aprovados poderão refazer a prova. Estudantes de educação física ou demais, receberão certificado de participação.

Programação

- Quinta-feira (dia 24 de julho)
– O Segundo Fôlego (Hélio Rubens)
– Análises de Equipe (Flávio Davis)

- Sexta-feira (dia 25 de julho)
– Programa de Voluntários Rio 2016 (Paulinho Villas Bôas)
– Fórum / Associação de Treinadores (Todos)
– Interdisciplinaridade e Controle e Monitoramento de Atletas (Diego Jeleilate)
– Conceitos Defensivos e Ofensivos (Marcel de Souza)
– Diferenças entre Contra-ataque e Transição (Marcel de Souza)

- Sábado (dia 26 de julho)
09h00 / 10h30 – Ataque contra individual (Régis Marrelli)
10h30 / 12h00 – Sistemas defensivos de uma equipe de alto rendimento (Flávio Davis)
12h00 / 13h30 – Ataque contra Zonas e Defesas Mistas (Régis Marrelli)
17h30 / 19h30 – Treino da Seleção Brasileira (*local: E.C. Sírio)

- Domingo (dia 27 de julho)
09h00 / 10h30 – Exercícios para Treinar Correndo (Paco García)
10h30 / 12h00 – Exercícios para Treinar Defesa (Paco García)

Cadastro Nacional

O Cadastro Nacional é uma importante ferramenta de informação e comunicação entre os profissionais da modalidade. Para se cadastrar Clique aqui.

Sobre a ENTB

A Escola Nacional de Treinadores de Basquetebol (ENTB) foi criada em dezembro de 2009 pela CBB, com o apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Os cursos são divididos em três níveis. O primeiro é para os profissionais que trabalham com jovens de 10 a 14 anos, que recebeu a denominação de iniciação ao basquete. O nível dois é para quem lida com jogadores de 15 a 19 anos. Já o três é destinado para os técnicos que dirigem equipes de alto rendimento ou alto nível.